O Simpósio

Simpósio Franco-Brasileiro sobre audição: desafios para Saúde Pública
Workshop Internacional: da detecção de perdas auditivas à intervenção em tempo oportuno.

Preencher a lacuna entre a triagem auditiva neonatal universal e intervenção em tempo oportuno torna-se um desafio de saúde pública por várias razões que este Congresso terá como objetivo abordar. A primeira questão é a detecção de perda auditiva neurossensorial de início tardio em bebês nos primeiros anos de vida. Uma segunda questão é o diagnóstico de formas menos frequentes de comprometimento com transtornos temporais, ao invés de espectrais (transtornos do espectro da neuropatia auditiva) para os quais a intervenção deve ser não convencional. Será enfatizado porque a intervenção em si deve ocorrer o mais cedo possível, uma vez estabelecido o diagnóstico e, preferencialmente, bilateral. Esses requisitos levantam preocupações econômicas e, em última análise, políticas, de sobrecarregar os recursos humanos e financeiros existentes, mesmo nos países mais ricos. Por outro lado, atrasos ou intervenções indevidas induzem enormes problemas financeiros prolongados em relação ao custo indireto gerado pelas desvantagens persistentes. Os números atuais para o implante coclear, por exemplo, mostram que, com cerca de 10 implantes cocleares / 1 milhão de habitantes no Brasil, contra 60 / 1 milhão nos EUA e na Europa Ocidental, ainda há uma ampla margem para melhorar a universalidade da intervenção em tempo oportuno.

O objetivo deste congresso é proporcionar ao público um consenso internacional, evidências e ferramentas para convencer seus órgãos diretivos das vantagens, tanto para o paciente quanto para o Estado, de uma rápida transição do diagnóstico precoce para a intervenção, usando protocolos de custo efetivos.